beneficio prestacao continuada e aposentadoria rural

‘Quando falamos de BPC e da aposentadoria do rural estamos falando de privilégios?’

Questionamento é do ex-ministro da Previdência Ricardo Berzoini, em audiência no Senado. Parlamentares alertam que mudanças no sistema previdenciário devem ter preocupação social

Por Redação*

São Paulo – Em debate realizado pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado nessa terça-feira (19), o ex-deputado federal e ex-ministro da Previdência Ricardo Berzoini afirmou que o discurso de corte de privilégios não combina com a proposta de mudança no Benefício de Prestação Continuada (BPC). A PEC 6/2019 diminui de um salário mínimo (R$ 998) para apenas R$ 400 o valor a ser recebido pelos idosos pobres a partir dos 65 anos.

“Quando falamos de BPC e da aposentadoria do rural estamos falando de privilégios?” questionou.

Ele também abordou a necessidade de se debater a “reforma” da previdência com mudanças tributárias e criticou o modelo de capitalização. Berzoini registrou que muitos idosos de países que adotaram o modelo recebem muito abaixo do salário mínimo e estão na miséria.

“A capitalização no Chile foi um desastre completo. A PEC da Reforma coloca essa possibilidade capitalização como a que ocorreu no Chile, que exclui o sistema de solidariedade”, criticou.

Durante o debate, senadores também demonstraram preocupação com os efeitos sociais da proposta do governo Bolsonaro. “Não vamos ajeitar as contas do dia para a noite e matar milhões de brasileiros do dia para a noite”, ponderou o presidente da CAE, Omar Aziz (PSD-AM).

“É uma tentativa do governo de apresentar uma proposta que destrói o sistema de Seguridade Social que é uma conquista do povo brasileiro que tá lá fincada como um direito constitucional e que materializa a cidadania do povo brasileiro. Existe o movimento do sistema financeiro para passar a mão na poupança gerada com sistema de capitalização”, advertiu Rogério Carvalho (PT-SE).

*Com informações da Agência Senado

Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Outros Conteúdos